Fazer sexo seguro é a melhor forma de se proteger e ao seu parceiro das doenças sexualmente transmissíveis (DST). Ajuda a manter-se saudável, além de melhorar o sexo.

Como é que fazer sexo seguro me protege contra as DST?

As DST, Doenças Sexualmente Transmissíveis, são passadas de uma pessoa para outra durante o ato sexual. É possível apanhar uma DST a partir da prática de sexo oral, anal, vaginal, ou mesmo contacto genital entre os dois parceiros sexuais. Assim, ter sexo seguro é mais uma forma de ambos ficarem protegidos aquando do sexo!

Existem várias formas de ter sexo seguro.

Usar uma “barreira” – preservativo, quer seja masculino ou feminino. Isto sempre que se tenha qualquer tipo de sexo.

  • Estas “barreiras” cobrem os genitais e garantem proteção dos fluídos corporais que entram em contacto com a pele, sendo esses fluídos os responsáveis pelas DST!

Fazer exames regulares para despiste de DST – é mais uma forma de sexo seguro, pois garante que está a tomar as medidas corretas de proteção.

  • É que quem sofre de DST não tem sintomas de que está infetado, podendo passar a infeção aos seus parceiros. Fazer exames para DST é a melhor forma de se proteger.

Optar por atividades sexuais que não espalhem as DST, como auto masturbação (cada um masturba-se enquanto estão juntos). Claro que se realmente optar por tirar a roupa e tocarem-se mutuamente, então convém usar barreiras protetoras.

Evitar bebidas alcoólicas ou drogas. provavelmente o discernimento pode ser afetado e esquece-se de usar medidas para sexo seguro, arriscando e correndo o risco de apanhar alguma DST.

  • Mais, também pode dificultar o uso correto de medidas de proteção como a colocação do preservativo.

Para ter sexo seguro, a única forma de ter a certeza que não apanha nenhuma Doença Sexualmente Transmissível é evitar todo e qualquer contacto sexual com uma pessoa.

  • Se bem que “evitar” não resulta para grande maioria das pessoas. Pois somos demasiado intimistas em determinados momentos da nossa vida.

Acima de tudo, se pensa fazer sexo, o melhor é fazer sexo seguro para evitar apanhar ou passar qualquer DST!

Como é que apanho uma Doença Sexualmente Transmissível?

As DST são passadas de pessoa para pessoa durante a atividade sexual. Seja sexo anal, oral ou vaginal. Existem vários tipos de doenças sexualmente transmissíveis.

Estas são transmitidas através de várias formas:

  • Fluídos corporais (sémen, fluido vaginal, sangue)
  • Contacto pele com pele (numa zona infetada)

Evite apanhar uma doença sexualmente transmissível recorrendo a proteções, como preservativos e tenha sexo seguro.

DST transmissíveis através de sexo vaginal ou anal sem preservativo sem preservativo

  • Clamídia
  • Gonorreia
  • Sífilis
  • VIH (Sida)
  • Herpes
  • Vírus Papiloma Humano
  • Hepatite B
  • Piolhos púbicos
  • Escabiose

DST que podem infetar lábios, boca e garganta através de sexo oral sem preservativo

  • Herpes
  • Sífilis
  • Gonorreia
  • Hepatite B
  • Vírus Papiloma Humano

DST transmissíveis através de contacto pele com pele com fluídos corporais

  • Herpes
  • Vírus Papiloma Humano
  • Piolhos púbicos
  • Escabiose

Há os tipos de sexo seguro? Quais?

Sim, há tipos de sexo seguro.

Existem algumas formas de se fazer sexo sem quaisquer riscos. Como a masturbação, ou sexo não penetrativo (vestidos).

Há atividades sexuais com baixo risco de transmissão de DST, como tocar nos genitais do parceiro com as mãos, usar brinquedos sexuais, sexo oral, sexo não penetrativo com roupas. Mas ainda assim pode apanhar uma DST através destas atividades sexuais, por isso, para sexo seguro, use preservativos para evitar o contacto com pele e fluidos corporais.

Ter sexo vaginal ou anal sem preservativo aumenta o risco de contrair uma DST. Pode apanhar uma DST através de sexo não protegido, assim a melhor forma de ter sexo seguro, vaginal ou anal, é usar sempre um preservativo!

O uso de lubrificante também ajuda a fazer sexo seguro, especialmente o sexo anal.

Quanto ao VIH, é mais seguro fazer sexo oral do que sexo vaginal ou anal. Mas corre o risco de contrair outras infeções como herpes, sífilis, hepatite B, gonorreia e Vírus do Papiloma Humano.

Independentemente do tipo de sexo, use preservativos para um sexo seguro!

Tenho uma DST, posso fazer sexo seguro?

Se tem uma doença sexualmente transmissível, é importante saber como ter sexo seguro e assim evitar a transmissão ao companheiro. Felizmente a maioria das DST pode ser tratada com recurso a medicação. Assim que termine o tratamento, a DST já não é possível de transmitir a outra pessoa, mas há que fazer sexo seguro!

Ainda que a DST não seja totalmente curada, pode tratar os sintomas e evitar a transmissão a outra pessoa com que tenha sexo. Dependendo do tipo de doença sexualmente transmissível, pode proteger-se e aos seus companheiros de várias formas:

  • Usar preservativo durante qualquer tipo de sexo (quer tenha ou não uma DST)
  • Não ter qualquer tipo de sexo se tiver sintomas de DST
  • Há que consultar o médico com regularidade para avaliar e tratar DST
  • Se estiver a fazer o tratamento para uma DST, deve ir até ao fim. Assim controla a infeção e tem de evitar todo o tipo de sexo durante o tratamento
  • Se tiver uma DST que não pode ser curada (VIH ou Herpes), fale com o médico para ver como fazer sexo seguro e evitar a transmissão a outra pessoa. Há também que usar preservativo durante o sexo

Sempre que vá ter relações sexuais e sofre de uma doença sexualmente transmissível, fale com o parceiro sobre isso. Assim os dois podem optar pela melhor forma de fazer sexo seguro e evitar que a DST se espalhe.