Tenho 32 anos de idade, e tenho a certeza que nunca consegui alcançar o orgasmo. Adoro sexo, mas eu nunca atingi aquela fase do “wow” que muitos parecem atingir. Já tentei usar vibradores e mesmo em consultas de ginecologia, está tudo bem comigo, fisicamente, o que me faz pensar que está tudo na minha cabeça. O que posso fazer? É que quero mesmo um orgasmo, sentir o que toda a gente fala…

Este é um tema demasiado sensível para a maioria das pessoas, mas tem solução! Há um motivo para o cérebro ser o órgão sexual mais importante durante o ato, pois está documentado que este é o centro de toda a ação, tanto para a mulher, como para o homem.

Assim, para atingir o próximo nível e conseguir alcançar o orgasmo, aconselha-se procurar a solução; pois os benefícios de uma boa vida sexual estão bem documentados: libertação de endorfinas, aumento dos níveis de intimidade e satisfação no relacionamento.

Por onde começar para alcançar o orgasmo?

Primeiro, recomendo obter uma segunda opinião de outro ginecologista ou outro profissional de saúde. É certo que é complicado para a mulher lidar com isto, mas é sempre boa ideia ter uma segunda opinião, pois só assim pode tirar as dúvidas se tem ou não algum problema físico que impede ter orgasmos. Vai querer despistar se há alguma coisa que tenha de ser tratada com recurso a medicação.

Segundo, talvez seja necessário repensar a forma como pensa no sexo, para que possa desfrutar mais dele. Não deve pensar no sexo apenas com o intuito de atingir o ponto G… mas a verdade é que na nossa sociedade fazemos com que o clímax seja um grande momento a nível psicológico.

Tanto a sexualidade, como o ato em si são fluidos, ou seja, não há que cingir sempre ao mesmo, há que obter prazer a partir de várias formas, em vez de ficar sempre pelo mesmo. Isto na perspetiva masculina.

Através da perspetiva feminina, a verdade é que menos de metade das mulheres consegue atingir um orgasmo a partir da penetração vaginal, a estimulação do clitóris e toque em zonas sensíveis do corpo fazem o resto do serviço. Assim a mulher tem que depreender quais as zonas mais sensíveis e falar com o companheiro do modo como se sente e do que fazer para alcançar o orgasmo.

Brinquedos sexuais para alcançar o orgasmo?

Numa primeira fase, como referi acima, recorrer a brinquedos sexuais pode ajudar. Ainda assim, aconselho a que numa determinada fase, deixe o vibrador de lado, pense e fantasie sobre alguém por quem se sinta muito atraída. Feche os olhos e tenha atenção às áreas em que se excita, focando-se no modo como manter e intensificar esse sentimento.

Para atingir o desejo sexual é importante estar focada, além de relaxada e descontraída, deixando de lado todas as distrações e pensamentos desencorajadores. Mais, há mulheres que tendem a preocupar-se com a forma como estão ou como se sente, e como resultado não chegam a atingir o clímax.

Compreenda o seu corpo, seja o seu corpo, só assim irá perceber o que quer e não há que ter medo de pedir…

Alcançar o orgasmo está “tudo na cabeça”

É uma grande possibilidade… um pequeno receio sobre sexo faz com que nos retraíamos em várias formas, especialmente não deixar chegar o orgasmo, por isso não pense na forma como o sexo deve ser.

Esse retrair pode dever-se a problemas na infância/adolescência… devido a mensagens do tipo “meninas bonitas não o fazem” ou “ele apenas te quer para uma coisa”. São pensamentos que nunca saem da nossa cabeça e como tal, podem restringir o alcançar o orgasmo.

Essas mensagens devem ser substituídas por outras que a deixem mais à vontade com o sexo, como “agora vou lutar por algo que me faz sentir bem e é natural”.