Usar preservativo é o modo mais seguro de se proteger, se bem que por vezes o parceiro não quer usar preservativo! O preservativo ajuda a proteger contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidezes indesejadas.

Que fazer quando o parceiro não quer usar preservativo?

São várias as desculpas dadas pelo parceiro. Nesse caso há algumas maneiras que podemos responder para dar a volta e este queira então usar preservativo…

Não preciso de preservativo, sou saudável

Não sabemos se alguém tem uma infeção apenas por olhar para ele, muitos têm doenças sexualmente transmissíveis, mas sem sintomas! Lá por não conseguirmos ver, não significa que não estejamos doentes…

não gosto de usar preservativos, gosto do natural

Ter sexo com preservativo também é natural, especialmente com preservativos superfinos. Os preservativos adicionam outras sensações ao sexo, há preservativos que dão sensação de calor, ou frio… ou mesmo aumentar o pénis, ou ainda ajudam a manter a ereção por mais tempo.

Quando o parceiro não quer usar preservativo, pode parecer sexo natural, mas acabam os dois por ficar em risco de contrair infeções ou gravidezes indesejadas.

Não gosto de usar preservativo, perco a sensibilidade

Se anteriormente o parceiro perdeu a sensibilidade, então o melhor é procurar por marcas que vendam preservativos suaves. Há preservativos demasiado finos que fazem com que nem os esteja a usar.

Também podem optar por um preservativo com textura, que aumenta a sensibilidade para os dois parceiros sexuais.

Não quero usar preservativo, afeta o meu desempenho

Há quem refira que prefere que não usar preservativo porque este afeta a ereção. Especialmente da primeira vez que tentam usar preservativo, pois não estão habituados. É que começam a usar, e depois com a preocupação perdem a ereção e associam ao uso do preservativo… mas isso deve-se especialmente à ansiedade.

Não quer usar preservativo, afeta o momento

Usar preservativo pode ser sensual, da mesma maneira que usar um brinquedo sexual ou uma lingerie sexy. Basta envolver o parceiro a colocar o preservativo e brincar com o momento em preliminares. O colocar do preservativo não tem que provocar interrupção do sexo.

Não consigo usar preservativo, magoam-me ou são pequenos

Um preservativo demasiado pequeno pode levar ao desconforto do parceiro, mas estes são vendidos em vários tamanhos. Basta encontrar um que lhe sirva.

Não preciso de usar preservativo, já andamos há algum tempo

Muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a clamídia, não têm sintomas notáveis, e podem passar meses até se saber que se sofre dessa doença. Assim, mesmo que já esteja com o seu parceiro há muito tempo, é de bom tom usar preservativo, para estarem protegidos.

Devem fazer exames para avaliar as doenças sexualmente transmissíveis com regularidade. Basta falar com o seu médico de família.

Não posso usar preservativos, sou alérgico a eles

É raro, mas há quem seja alérgico aos preservativos, mas ainda assim não confie em todos os que lhe digam que são alérgicos. Pois a alergia não é desculpa para ter sexo não protegido e existem preservativos que não causam alergias.

É que as alergias devem-se a:

  • Ao latex, material de que são feitos
  • Aos químicos usados para sua produção
  • Ao espermicida usado na maioria dos preservativos, que apenas se encontra do lado de fora do preservativo

Se algum de vós fora alérgico aos preservativos podem tentar outras opções como:

  • Preservativos que não sejam feitos de latex, assim optam por preservativos de poliuretano
  • Preservativos que não tenham qualquer espermicida

É que os preservativos são o melhor método de contraceção para prevenir as doenças sexualmente transmissíveis. Se o seu parceiro não quer usar preservativos, há que falar com ele sobre as vantagens e desvantagens dos preservativos.

Além dos preservativos, pode-se ainda recorrer a implantes, DIUs, ou pílulas, para prevenir gravidezes, mas não das doenças sexualmente transmissíveis!